PALESTRANTES

Eleonora Menicucci

Ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres.   Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Minas Gerais (1974), mestrado em Sociologia pela Universidade Federal da Paraíba (1983), doutorado em Ciência Política pela Universidade de São Paulo (1990), pós-doutorado em Saúde e Trabalho das Mulheres pela Facultá de Medicina della Universitá Degli Studi Di Milano (1994/1995) e livre docência em Saúde Coletiva pela Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (1996). Como pesquisadora, publica regularmente estudos e artigos sobre temas críticos da condição das mulheres nos campos da saúde, violência e do trabalho.

Priscila Siqueira

Jornalista, participou ativamente da Pastoral da Mulher Marginalizada,  articuladora da ONG Serviço à Mulher Marginalizada (SMM), de São Paulo, foi pioneira no país no combate ao tráfico de seres humanos. O envolvimento com o tema começou em 1996, quando Priscila foi convidada pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) a participar do Primeiro Congresso Mundial contra a Exploração Comercial e Sexual de Crianças e Adolescentes. Autora dos livros “Tráfico de Mulheres: Oferta, Demanda, Impunidade” e “Tráfico de Pessoas: Uma abordagem Política”.

Verônica Maria Teresi,

É Mestre em Direito Internacional pela Universidade Católica de Santos, com a dissertação “A cooperação internacional para o enfrentamento ao tráfico de mulheres brasileiras para fins de exploração sexual: O caso Brasil-Espanha” . Foi coordenadora da Comissão Municipal de Enfrentamento à Violência Sexual Infanto-Juvenil do Município de Santos. Tem experiência na área de Direito, com ênfase em Direitos Humanos, atuando principalmente nos seguintes temas: cooperação internacional, exploração sexual, tráfico internacional de pessoas, tráfico internacional de mulheres, vulnerabilidade regional e rede de atenção às vítimas do tráfico de pessoas. Consultora do Ministério da Justiça.

Patrícia Mattos

Patrícia Matos  é doutora em sociologia pela Unb. Coordena o Núcleo de Estudos de Gênero da Universidade Federal de São João Del Rei (UFSJ), em Minas Gerais, e é professora do Departamento de Ciências Sociais  (2004). Fez doutorado sanduíche na Universität Flensburg, na Alemanha, em 2002. Atualmente é professora visitante da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF).

Tem experiência na área de Sociologia, com ênfase em Sociologia Política e Teoria Social . Desenvolveu, em 2005 e 2006, a pesquisa “Dominação de gênero e classe: referências cruzadas”. É autora dos seguintes livros: “As visões de Weber e Habermas sobre Direito e Política” e “A Sociologia Política do Reconhecimento: As contribuições de Charles Taylor, Axel Honneth e Nancy Fraser”.  Autora de “A dor e o estigma da puta pobre” no livro “A ralé brasileira”.

Carla Bronzo

Carla Bronzo é doutora em sociologia e política pela UFMG, com tese sobre a pobreza e políticas de proteção social. Professora e pesquisadora da Escola de Governo Paulo Neves de Carvalho da Fundação João Pinheiro/MG. Desenvolve pesquisas no campo das políticas para a infância e juventude e no campo das políticas de proteção social, principalmente relacionadas com o tema da pobreza, vulnerabilidade e proteção social não contributiva. Desenvolve estudos e pesquisas no campo da gestão social e na formulação, monitoramento e avaliação de programas e projetos sociais. Usa metodologias de pesquisa na perspectiva da action research, buscando conexões entre teoria e prática, conhecimento e ação.

Thaddeus Gregory Blanchette

Possui graduação em Sociologia (University of Wisconsin-Madison, 1997), graduação em Latin American Studies (University of Wisconsin-Madison, 1997), mestrado em Antropologia Social pelo Museu Nacional, Universidade Federal do Rio de Janeiro (2001) e doutorado em Antropologia Social pelo Museu Nacional, Universidade Federal do Rio de Janeiro (2006). Atualmente, professor de antropologia na Universidade Federal do Rio de Janeiro, Campus Macaé. Experiência na área de Antropologia, com ênfase em etnicidade, indigenismo, desenvolvimento e relações de gênero, atuando principalmente nos seguintes temas: Rio de Janeiro, gringos, imigração, turismo sexual, prostituição, administração indígena, desenvolvimento, história dos EUA e história do Brasil.

Flávia Teixeira

Doutora em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Campinas (2009), é professora adjunta da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Uberlândia, desenvolveu pesquisa de pós-doutorado sobre conjugalidade e migrações de travestis para a Itália financiado pelo Progetto Ateneo-UniALA e Fondazione Cariplo. Coordenadora do Programa Em Cima do Salto: saúde, educação e cidadania e Ambulatório Saúde das Travestis e Transexuais do HC/UFU. Tem atuado principalmente nos seguintes temas: gênero, sexualidade, prostituição, migrações e conjugalidades. Integrante da rede de trabalho sobre gênero, migrações e tráfico de pessoas do PAGU/Unicamp. Recentemente publicou o livro “Dispositivos de Dor: saberes-poderes que (con)formam  as transexualidades “, pela AnnaBlume Editora. Autora também de “L’Italia dei Divieti: entre o sonho de ser europeia e o babado da prostituição”.

Heloisa Greco Alves

Psicóloga graduada pela Universidade Federal de Minas Gerais com Mestrado em Sociologia pela Universidade de Coimbra-Portugal, trabalha no Ministério da Justiça desde 2009, passando pelas áreas de segurança pública, alternativas penais e atualmente está como Coordenadora de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas.
 Sandra Ortiz
Graduada em Serviço Social, e mestrado em Ciências Sociais com pesquisa sobre “Prostituição e Trafico de Pessoas para fins de exploração sexual”. Com grande experiência na gestão de projetos para prevenção e atendimento das vitimas deste fenômeno. É  Coordenadora  do PROGRAMA DE ATENÇÃO à MULHER “CASABIERTA”, MONTEVIDEO-URUGUAI: atende situações de tráfico de mulheres com fins de exploração sexual  desde 2008 com uma equipe de advogados, psicólogas e educadores .
Roberto Ferreiro Eimil
Nascido nas Pontes de Garcia Rodriguez (A Coruña), graduado em Ciências da Educação e licenciado em Pedagogia, com especialidades voltadas para a Pedagogia Social e Direção e Gestão de Centros Educativos. Desde 2005 trabalha no programa das Irmãs Oblatas em Ferrol, o Centro de Dia dos Oblatas “O’ Mencer”, como responsável pelo programa de rua em que se fazem aproximações nos locais onde a prostituição é exercida na respectiva comarca de intervenção. Representante da entidade na Rede Galega de Combate ao Tráfico de Pessoas e membro da Comissão de Pastoral Juvenil e Leigos da Região da Europa.
Anúncios

Um comentário sobre “PALESTRANTES

  1. Pingback: Importantes pesquisador@s falam sobre Tráfico de Pessoas no Congresso Diálogos pela Liberdade | Diálogos pela Liberdade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s