Festa de Carnaval no Projeto Diálogos pela Liberdade

IMG_5990

As mulheres e integrantes da Equipe do Projeto Oblata DpL tiveram uma programação intensa de carnaval. A semana começou com muito ritmo e movimento preparando as letras das marchinhas e elaborando as mascaras e fantasias. Para encerrar, nesta sexta feira (09), a tradicional festa de carnaval agitou a nossa turma, puxando o bloco das mulheres  que dançaram ao som de marchinhas carnavalescas.

Como diz o Coordenador do Projeto, Jose Manuel, “O Carnaval é uma das festas mais democráticas e alegres que existem,  mas também é um espaço para falar dos temas relevantes para a sociedade”.

Por esse motivo, como explica Lucinete Santos  integrante da Equipe,  “na nossa celebração carnavalesca procuramos reforçar  o empoderamento feminino,  enfrentar o machismo e denunciar cantadas invasivas e atitudes desrespeitosas,  lembrando aos foliões  que o direito deles termina quando começa o da outra pessoa”.

Confira a nossa Marchinha deste ano

 

Marchinha Respeita as Mina!

Refrão: Respeita as Mina/ não vamos calar/ Não sou obrigada a nada pra te agradar! (bis)

 

  1. Ô abre alas que eu quero passar.

Eu sou da luta não posso negar.

              Direitos pras mulheres vou reivindicar.

 

Refrão: Respeita as Mina…

 

  1. “O assédio começa depois do não.

Se prepara, vou falar presta a atenção

Seja humilde aprenda escutar o “Não”.

 

Refrão: Respeita as Mina…

  1. Feminicidio tem que acabar.

Deus não nos fez pra você nos matar

Minha liberdade você não vai roubar.

 

Refrão: Respeita as Mina…

  1. Gente machista aqui não tem lugar

“Não é Não”, favor me respeitar.

“Pega visão” pára de me depreciar.

 

Refrão: Respeita as Mina…

  1. Respeita as mina na arte e na música

pois as letras hoje estão imundas.

Vem com as As Mina junt@s nessa luta.

 

Refrão: Respeita as Mina…

  1. Vai um recado pras religiões.

Preconceito não vou tolerar.

Não sou obrigada a nada pra te agradar!

 

Refrão: Respeita as Mina…

  1. Com Madre Antônia e com Padre Serra

Que acreditaram na força da mulher

Nós tamo junta com Jesus de Nazaré.

 

Refrão: Respeita as Mina…

  1. A violência não posso aceitar

Não bata em mim que eu vou denunciar.

180 é lá que eu vou ligar.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s